Congresso Brasileiro do Sono

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PADRÃO DE SONO, CONHECIMENTO NUTRICIONAL, CRENÇAS E HÁBITOS ALIMENTARES DE ATLETAS EM ULTRAMARATONAS.

Introdução

O interesse pela ultramaratona é crescente não apenas entre praticantes, mas também na literatura. Sabe-se que ela oferece aos corredores diversos desafios fisiológicos, entre eles a privação de sono e a dificuldade de garantir uma ingestão nutricional compatível à demanda da atividade, fatores que podem prejudicar a performance dos ultramaratonistas.

Objetivo

Avaliar o padrão alimentar e de sono de atletas durante ultramaratona, além da relação com conhecimento nutricional, crenças e hábitos alimentares relacionados ao esporte.

Métodos

O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Estadual de Campinas (4.799.521), e a coleta dos dados será realizada com os atletas e apoios na “Brazil 135 Ultramarathon”. Antes da competição, 100 atletas e sua equipe de apoio (treinador e pacer) receberão questionários online para avaliação de características de saúde, histórico esportivo, padrão de sono (Cronotipo Horne e Ostberg, Munich Chronotype Questionnaire, Mini Questionário do Sono, Questionário de comportamento de sono do atleta, sonolência diurna), conhecimento nutricional, crenças e hábitos alimentares. Uma amostra reduzida (n=20 atletas e seus pacers) também preencherá diário de sono por sete dias consecutivos, fará o registro alimentar do que consumirem antes, durante e depois da ultramaratona e passará por avaliação antropométrica, sendo que os dados de massa corporal serão usados para caracterização da amostra e avaliação da hidratação. Essa amostra reduzida também terá o sono avaliado na competição, sendo que os 20 atletas usarão um actígrafo no dia anterior, durante e dia seguinte à competição, e seus pacers preencherão diário de sono. O gasto energético será informado pelos atletas e o tempo de prova será obtido pelos relatórios oficiais da prova. Após a ultramaratona a amostra reduzida passará por nova medida de massa corporal e continuarão fazendo registro alimentar. No dia seguinte da competição serão recolhidos os actígrafos, diários de sono e registros fotográficos alimentares. Os voluntários descreverão como foi o planejamento nutricional e de sono na prova. Os resultados serão descritos por média, desvio padrão e frequência. Para análise inferencial, a escolha dos testes utilizados será feita após avaliar a normalidade da amostra. Serão escolhidos testes para comparação das variáveis e avaliação da associação entre os parâmetros (significância em p<0,05).

Resultados

Sem resultados.

Conclusões

Sem conclusões.

Palavras-chave

Sono, Privação do sono, Atletas, Comportamento Alimentar.

Área

Projetos

Instituições

Universidade Estadual de Campinas - São Paulo - Brasil

Autores

Natália Vilela Silva Daniel, Taisa Belli, Andrea Maculano Esteves