Congresso Brasileiro do Sono

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Adesão de pacientes com síndrome da apneia obstrutiva do sono moderada à pressão positiva contínua em via aérea em adultos no período de 8 meses no município de Niterói e São Gonçalo

Introdução

A apneia obstrutiva do sono (AOS) é uma doença importante, que afeta pelo menos 2% das mulheres e 4% dos homens, em todo o mundo. É um distúrbio respiratório relacionado ao sono, caracterizado por obstrução das vias aéreas superiores durante o sono, que resulta em um ciclo de hipoxemia, aumento do trabalho respiratório e microdespertares frequentes, sendo a obesidade o mais comum fator de risco conhecido. A terapia padrão para tratamento da síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) é o aparelho de pressão positiva contínua em via aérea (CPAP); todavia, seu uso correto e frequente é determinante para o controle da doença(4).

Objetivo

Analisar os pacientes que tiveram sua adesão ao CPAP entre pacientes com SAOS tratados durante 8 meses no município de Niterói e São Gonçalo, utilizando o índice de epworth como avaliador de qualidade de vida

Métodos

Estudo retrospectivo avaliando 21 pacientes com SAOS moderados submetidos à titulação de CPAP em 2019. Foram realizados follow up via whatsapp nos primeiros 7 dias de uso, e posteriormente a cada 30 dias. Através do whatssap, era informado ao paciente se este estava dentro dos índices aceitáveis e reavaliado o índice de epworth. Os ajustes eram realizados até os índices ficarem em valores aceitáveis. índices de apneias residuais , tempo de uso menor que 4 horas ou mesmo vazamentos elevados (maiores que 24 l, no CPAP da marca resmed S10) e o cansaço residual.

Resultados

Foram analisados 21 pacientes sendo 12 do sexo masculino (57%) e 9 do sexo feminino (43%). A média de idade era de 53 anos, sendo no sexo masculino 46 anos e 49 anos no sexo feminino. o Índice de Apneia no masculino de 12/h e no feminino de 8.5/h, o Índice de Hipopneia no masculino de 17/h e no feminino 12,5/h, o Índice de massa corpórea de 31 kg/m2 para sexo masculino e 28 kg/m2 no feminino. A medida de cervical de 39 cm no masculino e 33 no feminino. Os Índices pré uso da CPAP de apneia e hipopneia geral foi de 27/h, sendo no masculino de 29/h e no feminino de 21/h. O índice de Epworth pós 30 dias até os 8 meses no masculino de 5/24 e no feminino de 8/24. A média de uso do CPAP no sexo masculino de 5 horas e no feminino de 6 horas.

Conclusões

A taxa de adesão ao CPAP na SAOS monitorizados regularmente apresentou excelentes resultados. O sexo masculino apresentou piores resultados, com maior necessidade de follow up, porém todos de forma remota. O índice de Epworth baixo foi significativo.

Palavras-chave

apneia do sono, Pressão positiva contínua nas vias aéreas, índice de epworth

Área

Área Clínica

Instituições

flexfit - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

Leandro Pascoutto Borges, Karla Scorzelli Borges